Eventos

10.ª edição da Feira do Fumeiro de Vieira do Minho 2016

Vieira do Minho vai acolher, de 29 a 31 de Janeiro, a 10.ª edição da Feira do Fumeiro, um certame que deverá gerar um volume de vendas entre 300 a 400 mil euros. A feira decorrerá em pavilhões instalados na praça em frente aos Paços dos Concelho.

A feira comportará 30 expositores de fumeiro, 19 dos quais de Vieira do Minho, sendo os restantes de Montalegre, sete, e de Cabeceiras de Basto, quatro. Haverá ainda mais três expositores de vinhos verdes, de queijo e de porco bísaro. Contando com cerca de 20 mil visitantes, a seguir à Feira da Ladra, este é o certame mais importante realizado no concelho.

A Feira do Fumeiro destina-se a pequenos produtores, que não podem exceder as duas toneladas de produção anual. Os produtos ali à venda são «100 por cento caseiros», o que lhes confere «aquele sabor especial». «O fumeiro é já um complemento muito importante para muitas famílias da terra comporem o seu orçamento».

Em média, cada quilo de fumeiro vendido na feira custará 15 euros, um preço já consensualizado entre os expositores e a câmara, responsável pela organização. Se cada produtor vender as duas toneladas que pode produzir, isso significaria um apuro de 30 mil euros.

FF_cartaz_DESTAQUES_progarma_WEB_01


2.º Festival da Enguia da Lagoa de Santo André 2016

A expectativa é grande para a 2.ª edição do Festival da Enguia da Lagoa de Santo André – Mostra de Gastronomia nos Restaurantes, no seguimento do sucesso no ano de estreia. De 22 a 31 de janeiro, são esperados milhares de visitantes oriundos de vários pontos do país e até da vizinha Espanha. A organização está a cargo da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, com o apoio da Junta de Freguesia de Santo André.

Durante dez dias, os restaurantes Cascalheira, Chez Daniel, Martins, Faz-te Esperto, Ti Lena, A Charrua – Kasa das Espetadas, Quinta do Giz, Café Snack Bar A Palmeira, Tasquinha do Ilídio e Café Arco Íris, todos situados na freguesia de Santo André, disponibilizam vários pratos confecionados com uma das mais tradicionais maravilhas gastronómicas locais, num acréscimo de três estabelecimentos em relação à 1.ª edição do Festival.

O sucesso da 1ª edição “superou, em muito, as perspetivas iniciais da Câmara Municipal. Não obstante o otimismo, nunca pensámos que o impacto fosse tão significativo”, admite Álvaro Beijinha, Presidente da CMSC. Os objetivos voltam a passar pela “promoção desta iguaria local, que é muito apreciada não apenas pelos locais, mas também por pessoas que vêm de várias partes do país e até do estrangeiro, pois tivemos espanhóis a virem propositadamente aos nossos restaurantes para degustar a enguia”. Álvaro Beijinha está confiante numa 2ª edição de muito sucesso. “Passaram pelos restaurantes, no ano passado, milhares de pessoas. Estamos até à espera que haja um aumento de visitantes. Há mais restaurantes participantes, mas também há todo o feedback positivo da 1ª edição”.

“Toda esta iniciativa se enquadra numa estratégia mais global que a Câmara tem vindo a levar a cabo na promoção do turismo, que nós queremos que seja cada vez mais de excelência”, sublinha o Presidente da CMSC, que ambiciona que “Santiago do Cacém se assuma, cada vez mais, como um Município de turismo de natureza e gastronomia, ajudando assim a economia local”. De forma transversal, a Câmara Municipal quer surpreender os visitantes não só pela qualidade da enguia e dos sabores ímpares da gastronomia local, mas sobretudo pelo património natural, histórico e cultural do Município.

Enguias fritas e grelhadas, ensopado de enguias, cadeirada de enguias, ou cataplana de enguias, são alguns dos pratos que os dez restaurantes aderentes disponibilizam nos dez dias do Festival, que vai ser abrilhantado com momentos de animação cultural, que prometem ser o complemento ideal da vertente gastronómica. A iniciativa não tem qualquer caráter competitivo, nem pressupõe qualquer classificação entre os participantes, que vão estar, uma vez mais, única e exclusivamente focados em dar a conhecer aquele que é considerado um orgulho da gastronomia local.

 2º Festival Enguia Santo Andre


7ª edição das Semanas Gastronómicas de Grândola 2016

Catorze restaurantes do concelho participam de 29 de Janeiro a 9 de Fevereiro na 7ª edição das Semanas Gastronómicas promovidas pelo Município de Grândola.

Mista de Porco do Montado com Migas de Espargos, Pernil no Forno com Carqueja e Enchidos, Lombinho de Porco Assado no Forno em Crosta de Pistachio com Batata e Grelos Salteados, Açorda de Espinafres com Toucinho, Açorda de Poejos com Bacalhau,  Açorda de Fraca, Sopa de Cação, Sopa do Cozido ou Sopa de Feijão com Chouriço são alguns dos  60 pratos diferentes para apreciar nesta Semana Gastronómica do Porco, Sopas e Açordas.

Esta iniciativa de promoção gastronómica tem como objetivo dar a conhecer e a saborear os produtos mais característicos da Dieta Mediterrânica considerada pela UNESCO Património Imaterial da Humanidade e que se distingue pela presença regular das sopas, cozidos e guisados, pão, frutos e produtos hortícolas, frutos secos, utilização de ervas aromáticas como condimento e consumo de azeite como principal gordura.

semGastroJaneiro2016_1_760_1000

ementaSemGasJaneiro2016-2_1_760_1000


 

7º Festival do Cogumelo 2015 – Alcaíde (Fundão)

Este ano a 7º edição dos Miscaros festival do Cogumelo acontece entre os dias 11 e 15 de Novembro na aldeia de Alcaide, concelho do Fundão, distrito de Castelo Branco.

Durante estes dias os visitantes poderão usufruir de passeios micológicos e maravilhar-se com a natureza envolvente da encosta da Serra da Gardunha, exposições, workshops, mostras de cogumelos e animação, degustar diferentes formas da confecção de cogumelos e outras especialidades da região.

Este ano o festival terá dois dias totalmente tématicos (11 e 12) com passeios micológicos, palestras,demonstrações, degustações e outras novidades.

Pela primeira vez , o Festival será totalmente ECOLÓGICO, para assim contribuir para a sustentabilidade da natureza.

A segurança será um ponto primordial no Festival Míscaros, existindo um controlo de qualidade e segurança alimentar realizado por uma entidade externa certificada, dando garantias da qualidade dos produtos servidos no certame.

PROGRAMA:
Quarta-feira, 11 de novembro
10.00h Passeios Micológicos – José Matos e Bióloga Anabela Marisa Azul
12.00h Almoço em tasquinhas do Festival (Pago pelos participantes)
14.00h Palestra sobre cogumelos recolhidos – José Matos e Bióloga Anabela Marisa Azul
15.00h Cogumelos no futuro da inovação biotecnológica – Eco Gumelo
16.00h Conversas Miscaninas – Dinora Xavier (Médica Veterinária Holística)
17.00h Workshop Micologia Açucarada Geocakes – Raquel Ramos
Workshop Sabonetes de Cogumelos – Francisca Aranda (Da’ki)
Workshop Aprenda a Montar o seu Gota-a-Gota – 3DPonics – Hidroponia Opensource
17.30h Limpeza de Cogumelos e Live Cooking – Projeto Amanita Bunker
18.00h Degustação de cogumelos apanhados nos passeios – Chef Mário Rui Ramos (Live Cooking)
Inscrições: ligaamigosalcaide@hotmail.com | Telm.: 967 933 285 / 926 797 621
Quinta-feira, 12 de novembro
10.00h Passeios Micológicos – José Matos e Bióloga Anabela Marisa Azul
12.00h Almoço em tasquinhas do Festival (Pago pelos participantes)
14.00h Palestra sobre cogumelos recolhidos – José Matos e Bióloga Anabela Marisa Azul
15.00h Cogumelos no futuro da inovação biotecnológica – Eco Gumelo
16.00h Conversas Miscaninas – João Silvino (Canicultor)
17.00h Workshop Micologia Açucarada Geocakes – Raquel Ramos
Workshop Sabonetes de Cogumelos – Francisca Aranda (Da’ki)
Workshop Aprenda a Montar o seu Gota-a-Gota – 3DPonics – Hidroponia Opensource
17.30h Limpeza de Cogumelos e Live Cooking – Projeto Amanita Bunker
18.00h Degustação de cogumelos apanhados nos passeios – Chef Mário Rui Ramos (Live Cooking)
Inscrições: ligaamigosalcaide@hotmail.com | Telm.: 967 933 285 / 926 797 621

Sexta-feira, 13 de novembro
19.00h Animação de rua: Bombos de Lavacolhos | Grupo de Percussão Gaitas da Beira
21.00h Funk You Brass Band | El Puntillo Canalla | Ferratuga | Velha Gaiteira | Transkanabos – Bolas de Sabão Gigantes | Bombos do Barco
21.30h Live Cooking – Chef Mário Rui Ramos

Sábado, 14 de novembro
10.00h Passeio Cãogumelo – d’ Alpetratínia
11.00h Grupo de Bombos da Rancho Folclórico do Telhado
11.00h Chefes de Palmo e Meio – André Soares
14.00h Grupo de Bombos da Freguesia da Fatela | Grupo de Cantares do Freixial | Fanfarra de Valverde
Passeio com palestra e degustação – José Matos e Bióloga Anabela Marisa Azul (Praça Joaquim Gil Pinheiro. Limite: 25 pessoas. Inscrições: ligaamigosalcaide@hotmail.com | Telm.: 967 933 285 / 926 797 621)
15.00h Chefes de Palmo e Meio – Doces da Susana
16.00h Live Cooking – José Matos
17.00h Zabumbas – Alpedrinha | Grupo de Cantares “Arrifana”
18.00h Live Cooking – Chef Joe Best
19.00h Postas de Bacalhau | Cornalusa | Drama & Beiço | Funk You Brass Band | El Puntillo Canalla | Farratuga | Bombos das Donas
21.30h Live Cooking – Chef Duarte Batista
23.00h “Alcaide Solidário – Juntos por um Amigo” (Iniciativa com lançamento de lanternas para o céu, que reverterá a favor da Loja Social do Fundão).

Domingo, 15 de novembro
10.00h Banda Filarmónica | Rancho Folclórico do Açor | Rancho Folclórico do Telhado | Rancho Folclórico da Casa do Povo da Fatela | Grupo de Bombos Raias de Sonho | Bombos da Barroca | Grupo de Cantares dos Três Povos

Passeio com palestra e Mega Almoço – José Matos e Bióloga Anabela Marisa Azul (Praça Joaquim Gil Pinheiro. Limite: 50 pessoas. Inscrições: ligaamigosalcaide@hotmail.com | Telm.: 967 933 285 / 926 797 621).
12.00h Chefes de Palmo e Meio
16.00h Live Cooking – Chef Henrique Mouro
18.00h Live Cooking
15.30h Chefes de Palmo e Meio

12109811_1011368688935701_4454474470011361970_o


 

Hum!Burguer  Lisboa 2015

Onze cabeças-de-cartaz animam a FIL, em Lisboa, entre esta quinta-feira, 12 de Novembro, e domingo, 15, e participam assim no festival gastronómico Hum!Burger.

Durante quatro dias, sobem ao palco – leia-se às mesas – hambúrgueres da Bun’s; B’ Perfect Burgers; A loja; CACO, o Original; BdC; Barrosã; Café do Rio; Hamburg; Estaminé 1955; U-try e Real Hamburgueria (todas de Lisboa, excepto a última que é portuense) – cada restaurante serve três dos hambúrgueres que tem na carta.

No fim do festival, a ideia é eleger o melhor hambúrguer de Lisboa (ou melhor, daquelas hamburguerias). Para isso, cada pessoa, no fim da refeição, deve preencher um formulário com a sua votação e colocá-lo na tômbola à saída do recinto.

Hum!Burguer
FIL, R. do Bojador, Parque das Nações, Lisboa
12 a 15/11, 12h-24h
Entrada gratuita (€10, menu com hambúrguer, bebida e batata)

hum-burger-festival-lisboa


Festival da CHEROVIA – 8ª Edição – Covilhã 2015

A Raiz + Famosa de PORTUGAL!

O Festival da Cherovia, um produto genuíno e muito enraizado nas tradições gastronómicas do concelho da Covilhã, terá a sua oitava edição em Outubro de 8 a 11 no Centro Histórico – Zona de Santa Maria.

A organização decidiu apostar nesta zona da cidade, núcleo medieval da Covilhã, um espaço onde abunda História e Património. Recentemente junta-se o circuito de ARTE URBANA em destaque na edição do Festival deste ano!

“Respira-se história ao passar pela casa dos magistrados, entrar na grande basílica de Santa Maria Maior, observar a sala dos continentes na casa das Morgadas (actual sede do PCP), enveredar pela rua Portas de Sol, subir à antiga muralha do castelo da Covilhã e ter uma vista soberba sobre a cova da Beira”.

Será um percurso pela História da cidade, ao mesmo tempo que se encontram exposições, se ouvem concertos, se discute em colóquios, se admira o artesanato, e se tenta arranjar um prémio num concurso.

O programa cultural está a ser preparado pela Câmara Municipal da Covilhã que conta com a colaboração das diversas associações que são de uma extraordinária riqueza e diversidade e que serão pilares na animação de rua durante o festival.

Preservar a memória, comemorar o passado pensado no presente e futuro, no sentido de ajudarmos as comunidades a encontrarem formas e mecanismos de poderem dar um passo em frente na crise, é sempre um dos objectivos do festival.

Cartaz Festival Cherovia 2015


 

8º Festival do Bacalhau de Ílhavo 2015

12 de Agosto de 2015 a 16 de Agosto de 2015

Durante cinco dias, o maior e mais emblemático Festival do Bacalhau do país leva ao Jardim Oudinot, na Gafanha da Nazaré, as mais saborosas receitas de bacalhau, confecionadas por diversas associações locais.

Além da degustação do fiel amigo e seus derivados, nas suas mais variadas formas, o Festival do Bacalhau terá, nesta sua 8.ª edição, inúmeras atividades para todas as idades e gostos, que proporcionarão ao público cinco dias bem recheados, começando de manhã e acabando à noite, com os já habituais concertos de artistas consagrados no panorama nacional.

Exposições, visitas ao Navio Museu Santo André, showcookings, workshops, concursos para as melhores receitas, mostras de artesanato, pequenos concertos durante a tarde, encontro de “pasteleiras” (as bicicletas), atividades e brincadeiras para crianças, aulas de fitness, canoagem, mini-maratona e caminhada – são algumas das muitas iniciativas que convidam a passar um dia de verão com a família e amigos, no aprazível Jardim Oudinot, com a Ria de Aveiro como pano de fundo.

Trata-se de um momento de vital importância para a promoção dos valores da gastronomia e da cultura do bacalhau, onde não faltarão, também, outros sabores da região, como as tradicionais Padas (pão) de Vale de Ílhavo, os vinhos da Bairrada e os azeites.

Tudo isto com acesso gratuito, no Município de Ílhavo, a capital portuguesa do bacalhau.

festival_bacalhau-448x260


 

30ª Festival de Marisco de Olhão 2015

A comemorar três décadas de existência, o Festival do Marisco começou por ser um pequeno evento organizado pelos dois clubes da terra – Sporting Clube Olhanense e Marítimo Olhanense – na Avenida da República, e hoje é um dos “grandes eventos gastronómicos e musicais do Sul do País”. Da Avenida da República passou pelo antigo Estádio Padinha, depois pelo espaço situado entre os Mercados de Olhão fixando-se, finalmente, no Jardim Pescador Olhanense, onde volta em Agosto.

O objectivo é promover os mariscos provenientes da Ria Formosa – “cozinhados de forma muito especial pelos olhanenses e onde a tradição não é esquecida, aliando a isso a apresentação de artistas musicais de topo, nacionais e internacionais” – e projectar a Ria, da cidade e do concelho de Olhão através das santolas, dos lavagantes, dos camarões, dos búzios, das amêijoas, das cataplanas, das sapateiras, das paellas ou do arroz de marisco.

A organização pertence hoje à Câmama Municipal que há uns anos decidiu “tomar as rédeas da iniciativa, projectando o Festival e trazendo nomes de sucesso a Olhão”, que já recebeu “grandes nomes da música nacional e internacional”.

E, este ano, os artistas que compõem o cartaz não fogem à regra. Nome incontornável neste Verão português, Anselmo Ralph é o primeiro “prato” a ser servido no evento (a 10 de Agosto), seguindo-se, a 11, Fado & Further, espectáculo que junta Júlio Resende, Ana Moura e Ana Bacalhau, e a 12 Richie Campbell. A música prossegue dia 13 com a actuação de Mickael Carreira e, a 14, com a de José Cid, que surge acompanhado da sua Big Band. A fechar, nada mais do que Daniela Mercury, o “furação da Bahia”, que volta a Olhão dia 15 para fechar o Festival do Marisco ao som do samba.

Jardim Pescador Olhanense, Olhão, 10 a 15 de Agosto de 2015

desdobravel-fm-2015

 


 

9º Ria a Gosto 2015 – Ílhavo

De 30 de Julho a 2 de Agosto, o Relvado da Costa Nova, em Ílhavo, recebe o Ria a Gosto – Festival de Marisco da Costa Nova. É a nona edição do festival, uma organização conjunta entre a Câmara Municipal de Ílhavo e o Illiabum Clube.

Integrado no programa do Mar Agosto 2015 – Festas do Município de Ílhavo, o Festival de Marisco tem como principal objectivo divulgar todos os produtos da Ria, em particular o marisco, uma aposta na promoção dos produtos Ria de Aveiro e na dinamização da economia local.

O palco do festival será o Relvado da Costa Nova, com os típicos Palheiros como cenário, uma envolvente ideal para celebrar e saborear o marisco da Ria de Aveiro. Três dias de festival, de quinta-feira a domingo, a marcar o primeiro fim-de-semana de Agosto.

 Ria_a_Gosto


Jardim de S. Lázaro vai ficar ‘Ao Gosto do Porto’

A terceira edição do evento acontece entre 23 de julho e 23 de agosto.

As melhores especialidades gastronómicas de Portugal vão estar em destaque durante o próximo mês na cidade Invicta.

A terceira edição do ‘Ao Gosto do Porto’ acontece entre 23 de julho e 23 de agosto e promete dar a conhecer (e a provar) aquilo que de melhor se come por Portugal.

“A começar pelas Francesinhas em homenagem à cidade, o marisco em reverência ao mar e a comida tradicional portuguesa para que não restem dúvidas da riqueza e diversidade da gastronomia nacional”, lê-se num comunicado enviado esta sexta-feira às redações e que revela ainda a presença de “música, artesanato e produtos regionais”, que prometem transformar “o renovado Jardim de S. Lázaro num ponto de passagem, e paragem, obrigatório este verão”.

De 23 de Julho a 5 de Agosto, “reina a francesinha”  e cabe às casas Cufra, Majára, Alfândega Douro e Madureira’s “mostrar que a oferta pode ser diversificada”. O marisco chega de 6 a 16 de Agosto, e não vão faltar “gambas, navalheiras, percebes, ameijoas à Bolhão de Pato, arroz de marisco e açorda”.

Segundo a mesma nota, “de 17 a 23 de Agosto é altura de um roteiro gastronómico pelos melhores petiscos nacionais”, entre eles as tripas à moda do Porto, os rojões ou o bacalhau na brasa.

A entrada é gratuita.

11782309_391496284379960_7901479915996427550_o


Vinho Verde Wine Fest 2015 na Alfândega do Porto

Depois da edição de estreia em 2014, o Vinho Verde Wine Fest regressa à Alfândega do Porto entre os dias 23 e 26 de Julho. Segunda edição deste festival eno-gastronómico que celebra a Região Demarcada dos Vinhos Verdes, uma organização da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV).

Estarão presentes no festival três dezenas de produtores, num conjunto de provas que irá reunir brancos, rosés, tintos, espumantes e aguardentes, mostrando a qualidade e a versatilidade dos vinhos verdes. No festival estarão também a funcionar cinco restaurantes e quatro bares de petiscos.

Ao todo estarão à prova 150 vinhos, brancos, rosés, tintos, espumantes e aguardentes. Durante os três dias do certame haverá provas de vinho comentadas, experiências gastronómicas e demonstrações gastronómicas. Este certame terá a participação da chef Emelia Jackson – Mastechef Australia.

O Vinho Verde Wine Fest irá aproximar o consumidor dos produtores da Região dos Vinhos Verdes, que apresentarão no certame cerca de 150 vinhos de grande qualidade, produzidos numa das mais antigas e mais dinâmicas regiões demarcadas de Portugal.

Os mais de três mil visitantes que se esperam diariamente no festival irão ter a oportunidade de participar em diferentes actividades, entre provas de vinho comentadas, experiências gastronómicas e showcookings com chefes de renome.

Horários:

23 e 24 de Julho – das 17h00 às 02h00

25 de Julho – das 12h00 às 02h00

26 de Julho – das 12h00 às 19h00

 

0003D67228C0A5


7ª Feira da Bôla de Lamego 2015

17 a 19 de Julho

À sétima edição, a Feira da Bôla de Lamego oferece este ano um novo ingrediente ao público: a realização do 38º Festival Internacional de Folclore. A ligação do certame que promove esta maravilha da gastronomia portuguesa com o tradicional evento de folclore que se realiza nesta cidade visa proporcionar uma experiência mais agradável ao público que todos os anos visita estas iniciativas. Como é hábito, a Av. Dr. Alfredo de Sousa, situada aos pés do Santuário dos Remédios, acolhe este evento.

A convite da Câmara Municipal de Lamego, 12 produtores locais vão promover, até domingo, esta iguaria típica da culinária duriense. Este ano, o evento volta a estar ligado ao espumante Raposeira através da realização de uma promoção especial: na compra de uma bôla pode adquirir uma garrafa de espumante por apenas 3€.

Feira%20da%20Bola%20de%20Lamego2015


Festival do Maranho 2015 – Serta

O Festival de Gastronomia do Maranho 2015 está de volta à vila da Beira Interior entre 16 e 19 de julho, numa iniciativa organizada pela Câmara local.

O Maranho da Sertã serve de mote, uma vez mais, para a quinta edição do evento que pretende «potenciar e enaltecer a gastronomia e os sabores da cozinha tradicional local, assim como, dar a conhecer a região», salienta o município, em comunicado.

O programa inclui uma conferência denominada “Gastronomia & Tradição”, uma visita a um produtor local de Maranho e um show cooking com o Chef Hélio Loureiro, programas a realizar na sexta-feira, dia 17.

Bucho Recheado, Sopa de Peixe do Rio, Cartuchos de Amêndoa de Cernache do Bonjardim, filhós, coscoréis, merendas doces e os vinhos são outros dos produtos locais que estarão presentes nesta edição do festival.

O Festival de Gastronomia do Maranho 2015 pretende contribuir «de forma sólida e consistente para a divulgação deste importante recurso socioeconómico da região que é a gastronomia tradicional», sustenta a edilidade.

O maranho está intimamente ligado à história da Sertã. Já desde o século XIX é confecionado e muito apreciado pelas gentes do concelho, que lhe souberam dar o sabor único e tradicional.

É feito com o bucho de cabra recheado com carne de caprinos ou ovinos bem como alguns produtos do fumeiro, arroz e ervas aromáticas, nomeadamente hortelã.

cartaz_Maranho


Caneco Fest 2015

O Caneco Fest realiza-se entre 3 e 5 de julho, em Belmonte. A cerveja artesanal junta produtores e consumidores num programa que também é cultural. O horário será o seguinte: sexta das 18h à 00h, sábado das 12h à 01h e domingo das 12h às 23h.

5 Chagas, 5 F’s, Burguesa, Deusa, Dois Corvos, Mariota, Medievalis, Praxis, Rapada, Rolls Beer, Templária, Toira, Vadia, Villa Guinata e ainda a cerveja de Luís Portugal.

Até ao momento já são mais de 20 os cervejeiros inscritos no festival. A maioria vem de território nacional mas também há quem viaje de Espanha e da Bélgica. Merecem referência especial três marcas: a lisboeta Dois Corvos, em estreia mundial depois da reformulação da marca, a Cabralina, de Belmonte, que irá ser lançada no próprio festival e, não menos importante, a Post Scriptum Brewery de Pedro Sousa, um dos maiores mestres cervejeiros do país, que esteve na origem da primeira marca de cerveja artesanal do país, a Sovina.

A música tem um peso importante no Caneco Fest, com concertos d’Os Azeitonas (sexta), Melech Mechaya (sábado) e Sopa da Pedra (domingo). A acompanhar, a gastronomia e a arte urbana também vão ter eventos associados ao festival. Haverá três exposições fotográficas, uma sobre os habitantes do bairro do Largo do Castelo que será projectada numa das paredes de acesso ao Festival, e as outras duas sobre Belmonte onde se utilizarão as velhinhas árvores que partilham o espaço com o festival como suporte para as fotografias.

No sábado ocorrerá um workshop de cerveja artesanal e uma prova comentada, na qual participarão algumas cervejas que pela sua dimensão ainda não têm capacidade para integrar um festival, no caso a Galdéria, a Régia e a Vitriol. Para além disso a organização prevê algumas conversas sobre cerveja artesanal, utilizando a imensa panóplia de cervejeiros presentes — o objectivo será aproveitar as singularidades, diferenças e dificuldades entre projectos para que todos possam aprender uns com os outros.

A entrada no festival é gratuita e o mesmo é válido para os concertos com exceção de o d’ Os Azeitonas, que tem bilhetes à venda a partir de 12€.

Caneco Fest 2015 Cartaz

 


 

Sushi Fest: 2,3 e 4 de julho em Oeiras

Os jardins do Palácio Marquês de Pombal recebem o primeiro festival de sushi da Europa.

É já no próximos dias 2,3 e 4 de julho que se realiza o Sushi Fest, o primeiro festival de sushi da Europa, que terá como palco os jardins do Palácio Marquês de Pombal, em Oeiras. A Coolworld, empresa responsável pela organização e promoção do evento, vai recriar o ambiente de um restaurante de sushi gigante, com a excelência e o rigor de três dos melhores chefs de sushi da atualidade: Daniel Rente (SushiCafé), Paulo Morais e Anna Lins (Umai). Haverá também um espaço dedicado à cultura japonesa, concertos com os Amor Electro, Paulo Gonzo e Ana Moura, e after party com os DJ’s Rui Remix, André Henriques e Sofia Gião.

Sushi à discrição

O jantar será servido entre as 20h30 e as 23h00 (meia hora mais cedo no dia 2) e será um buffet volante, à discrição, sob a batuta dos três chefs. Na abertura dos sushi bar principais, o público recebe um combinado de 20 peças, composto por Uramakis, Hosomakis, Rainbow, Nigiris e Set de Wasabi e Gari, os quais estarão também depois disponíveis à peça e à discrição. Além disso, haverá especialidades como Sashimi, Ceviche, Hotmaki, Temakis, Gunkans, Missoshiru e combinado para vegetarianos, também à discrição.

No Sushi VIP Palace, a área VIP do evento, haverá um menu especial de jantar em modo freestyle, especialmente preparado pelos chefs. Nesta área o público poderá encontrar um wine bar Adegamãe, uma zona com Gin experiences by Gin Lovers, bar Heineken, Santini, sobremesas ‘Pátio da Pi’ e ponto Delta Q. Além disso existirá também uma exposição de bonsai.

Programação: 2 de julho: Amor Electro (22h30) e DJ Rui Remix (After Party)

3 de julho: Paulo Gonzo (23h00) e DJ André Henriques (After Party)

4 de julho: Ana Moura (23h00) e DJ Sofia Gião (After Party)

Sushi-Fest_Cartaz_ar


Lisboa à Prova 2015 | Mostra dos Premiados

A 1 e 2 de maio, o Pátio da Galé, na capital, acolhe a “Mostra dos Premiados” do concurso gastronómico Lisboa à Prova. Mais de uma dezena de restaurantes vai dar a provar, a preços simbólicos, as suas criações culinárias da cozinha tradicional portuguesa à cozinha do mundo.

A “Mostra dos Premiados” é uma iniciativa gastronómica onde os melhores restaurantes da capital (premiados do concurso Lisboa à Prova) se dão a conhecer ao público, apresentando em conjunto as suas iguarias e criações gastronómicas.

Já estão confirmados na Mostra Gastronómica os seguintes restaurantes, de 1 a 3 Garfos: A Travessa; A Travessa do Fado; Enoteca de Belém; In Bocca al Lupo; O Nobre – Spazio Buondi; Os Tibetanos; Picanha; Rio Luanda; Sushi Café Avenida; Sushi Café Amoreiras; Tapa Bucho; Uai!; Viva Lisboa; Zambeze Restaurante.

Uma mostra que contempla a cozinha tradicional portuguesa, a cozinha do mundo e cozinha contemporânea, com representações africanas, brasileira, italiana, japonesa (sushi), vegetariana/tibetana.

Nos dias 1 e 2 de Maio, sexta e sábado, a mostra decorrerá entre as 18h30 e as 23h30 e estarão presentes sete restaurantes por dia.

Estará também presente a Sagres Bohemia, patrocinadora oficial do Lisboa à Prova – Concurso Gastronómico, que apresentará esta sua cerveja premium. Também a CVR – Lisboa, Vinhos de Lisboa, marcará presença, dando a provar ao público alguns dos melhores vinhos desta região.

O bilhete de entrada fica nos cinco euros por pessoa com direito a uma degustação de comida, prova de vinho ou consumo de cerveja. As degustações e provas seguintes custam 2,5 euros cada.

Estão confirmados os seguintes restaurants: A Travessa; A Travessa do Fado; Enoteca de Belem; In Bocca al lupo; O Nobre; Os Tibetanos; Picanha; Rio Luanda; Sushi Café Avenida; Café Amoreiras; Tapa Bucho; Uai!; Viva Lisboa e Zambeze Restaurante.

site_cml2


Street Food Festival “estacionado” no Estoril 2015

StreetFoodCascais_alt

Está a decorrer até ao dia 12 de Abril, nos jardins do Casino Estoril, a primeira edição do Street Food European Festival,  cuja essência é o consumo imediato de alimentos e bebidas em plena rua, numa lógica descontraída e divertida. A entrada para este Festival de Comida de Rua é gratuita e os visitantes só pagam o que consomem, utilizando para o efeito “os streets”, a unidade monetária criada especialmente para utilização no recinto do festival.
Não é preciso teorizar muito em torno deste conceito para perceber as razões porque tem vindo a ganhar adeptos Europa fora, de Helsínquia, a Berlin, passando por Londres, Paris, Madrid e que chega agora ao Estoril, pela mão da APTECE – Associação Portuguesa de Turismo de Culinária e Economia – que organiza este Festival em parceria com a Câmara Municipal de Cascais.
Trate-se de uma tendência ou moda em crescimento a nível europeu, o factor de atracção da “Street Food” reside nesse caracter de consumo espontâneo, descomplicado e divertido de alimentos confecionados no momento. Esta Comida de Rua é adquirida em locais públicos, “ao balcão” dos mais diversos e estranhos veículos, desde a tradicional rulote, à Piaggio e à Vespa – só para mencionar alguns – adaptados à confeção e venda de produtos alimentares e de bebidas.
Seguindo esta lógica, durante nove dias, os jardins do Casino Estoril estão transformados no maior parque de restauração a céu aberto, onde estão estacionados mais de 50 veículos de várias nacionalidades que se dedicam, seriamente, a este negócio do “Street food”.
Mas por ser rápida e descontraída não se pense que a oferta é “mais do mesmo”, porque a variedade e a originalidade também marcam presença neste evento, e difícil mesmo é escolher o que comer. A lista de inscritos é imensa, com as marcas portuguesas a assumirem a maioria da oferta e a garantirem a qualidade das suas propostas.
Há de tudo, para satisfazer desde as bocas mais fáceis aos paladares mais exigentes. Da “comida só para picar”, como tapas, enchidos, queijos, cachorros, waffles e bagels, aos produtos mais elaborados, como sushi, leitão da bairrada, burritos, focaccias, pizzas, sem esquecer o tradicional hamburger e a bela Bola de Berlim, passando pela abordagem mais saudável e também pela gourmet, que podem ser acompanhados pelas mais diversas bebidas, desde os sumos de fruta naturais, limonadas, aos chás biológicos, aos Iogurtes, ao bom copo de vinho e aos cafés… A diversidade é tal que há que lá voltar, várias vezes.
Entre os participantes internacionais há os especialistas em vegan como os ingleses Fresh Rootz, galardoados com o prémio de “Best Snack” dos British Street Food Awards de 2014 e os Crabbieshack, cuja especialidade são hambúrgueres de caranguejo de casca mole, os Mozao que de Roma que trazem algumas especialidades como os gnocco e as tigelle, os Black Spoon de origem francesa com as suas propostas de comida do Senegal e do Mali; os alemães Bunsmobile e os seus hambúrgueres clássicos de fazer crescer água na boca.
Não perca esta 1ª edição do “Street Food Festival ” e retire todo o prazer desta experiência gastronómica que dispensa talheres, mas que promete fazer lamber os beiços e até os dedos.
Este evento está integrado no Congresso Mundial de Turismo Gastronómico – World Food Tourism Summit – também organizado pela APTECE, que irá decorrer, entre 8 e 11 de Abril, no Centro de Congressos do Estoril. Os temas a abordar incidirão sobre  “as tendências emergentes no turismo gastronómico, a melhor forma de promover os destinos que apostam nesse tipo de atração ou até o impacto dos reality shows sobre comida, e obviamente, haverá uma palestra dedicada à street food, da responsabilidade de Richard Johnson”, jornalista inglês especializado em gastronomia e perito em street food e um dos co-fundadores dos British Street Food Awards.
Street Food European Festival – de 4 a 12 de Abril, Jardins do Casino Estoril.
Horário:
Dias de semana – 12h00 às 20h00.
Fins-de-semana – 12h00 às 22h00.
Fontes:

Home

Festival Europeu de Comida de Rua no Estoril


http://www.ionline.pt/artigos/mais-lifestyle/street-food-roulottes-estacionaram-nos-jardins-casino-estoril-i-mostra-lhe-11/pag/-1

Tudo sobre o maior festival de comida de rua


CascaisStreetFood_carasalt
Créditos da foto: http://caras.sapo.pt/lifestyle/acarassugere/2015-04-01-Street-Food-Festival-no-Estoril

11137111_393476937498964_435758329288955006_n

 


Festival da Caldeirada de Setúbal 2015

28/Mar – 12/Abr

melhor seleção de peixe apanhado na costa setubalense enriquece as ementas dos 65 restaurantes participantes no Festival da Caldeirada de Setúbal 2015, a realizar entre 28 de março e 12 de abril, que inclui ainda um live cooking.

O evento, que durante 16 dias dá particular destaque a um dos pratos típicos de Setúbal, integra um ciclo de festivais gastronómicos promovidos ao longo do ano pela Câmara Municipal dedicados a peixes e mariscos com tradição e relevância na cozinha local.

Organizado com os apoios das empresas Lallemand, Makro e Coca-Cola, o festival reserva para o último dia, 12 de abril, às 18h00, uma sessão de live cooking na Casa da Baía, intitulada “Caldeirada de Setúbal… Sabor a Tradição”, pelo chef Fernando Cruz, do restaurante Solar do Marquês.

A atividade que aproxima o público das técnicas de preparação e confeção da caldeirada setubalense, com degustação, tem o custo de 6 euros. A participação é sujeita a inscrição limitada, feita até 9 de abril, na Casa da Baía, pelo telefone 265 545 010 ou pelo endereço eletrónico gatur@mun-setubal.pt.

O Festival da Caldeirada de Setúbal é um dos eventos gastronómicos que a Câmara Municipal de Setúbal desenvolve ao longo do ano com o objetivo de promover os produtos regionais e de apoiar a dinamização da restauração local.

Festival-da-Caldeirada-de-Setúbal-2015-700x262


21º Festival Queijo, Pão e Vinho em Palmela 2015

O 21º Festival Queijo, Pão e Vinho realiza-se nos próximos dia 27, 28 e 29 de março em S. Gonçalo – Cabanas,  na Freguesia Quinta do Anjo, concelho de Palmela.

Neste Festival, que tem a Arrábida como cenário., o Queijo de Azeitão e o Moscatel de Setúbal são duas das principais atrações, além de um vasto programa de animação para toda a família.

O mundo rural a meia hora da capital!Os Fins de semana Gastronómicos do Queijo de Ovelha decorrem a 27, 28 e 29 de março e 3, 4 e 5 de abril  com vários restaurantes aderentes a exibir especialidades gastronómicas confecionadas com queijo de ovelha, com destaque para o Queijo de Azeitão DOP.

2261_Festival QPV.jpg